Paulo Freire

“A educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela tampouco a sociedade muda”. Esta frase é de um dos maiores pensadores da pedagogia do Brasil e do mundo, Paulo Freire. Paulo Freire nasceu na cidade de Recife – PE, em 19 de setembro de 1921 e faleceu em maio de 1997 em São Paulo.
 
Reconhecidamente Paulo Freire é um dos mais importantes educadores do século XX e um dos mais expressivos pensadores do nosso tempo. Dedicou-se à causa das classes oprimidas, especialmente por meio da alfabetização, concebendo e trabalhando-a como instrumento de conscientização e libertação.
 
Com sua saga para levar o ensino e a consciência crítica aos mais necessitados, lutou por uma sociedade justa, voltada para o processo permanente de humanização entre as pessoas onde ninguém é excluído ou posto à margem da vida.
 
O legado de Paulo Freire é sua extensa obra em que nos ensina a capacidade de recusar a falência da esperança, de não fazer a autópsia dos temas que envolvem a Educação, mas sim a biópsia. Ou seja, melhorar o que está incorreto. Criou o viés político do trabalho pedagógico, política não no sentido partidário, mas como ação na sociedade. Paulo Freire entendeu a relação professor-aluno a partir do universo vivencial da cultura do aluno e trouxe uma metodologia inédita dentro das perspectivas educacionais ao provar que é possível educar para responder aos desafios da sociedade, neste sentido a educação deve ser um instrumento de transformação global do homem e da sociedade, tendo como essência a dialogicidade.
 
Paulo Freire é o ilustre brasileiro com o maior número de títulos de Doutor Honoris Causa da nossa História e serve de inspiração para uma geração de educadores.
 
“A consciência do mundo e a consciência de si como ser inacabado necessariamente inscrevem o ser consciente de sua inconclusão num permanente movimento de busca (...)”.
 
Paulo Freire
Pedagogia da autonomia, 1997